Central Data Catalog

Citation Information

Type Thesis or Dissertation - Título de Mestre
Title Spreads Bancários e Informalidade: Efeitos Redistributivos e de Bem-Estar em um Modelo de Agentes Heterogêneos com Escolha Ocupacional
Author(s)
Publication (Day/Month/Year) 2014
URL http://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/bitstream/handle/10438/11524/Spreads e Informalidade -​Giovanni Merlin.pdf?sequence=1
Abstract
Este trabalho busca identificar os efeitos de mudanças nos spreads bancários sobre as distribuições de renda, riqueza e consumo, bem como o bem-estar da economia. Para tal, é desenvolvido um modelo de agentes heterogêneos com mercados incompletos e escolha ocupacional, no qual a informalidade de firmas e trabalhadores é um canal de transmissão relevante. O principal resultado encontrado é que reduções no spread para pessoa jurídica aumenta a proporção de empreendedores e trabalhadores formais na economia, de forma que o tamanho do setor informal diminui. Os efeitos sobre a desigualdade, no entanto, são ambíguos, e dependerão da dinâmica salarial e das transferências do governo. Reduções no spread para pessoa física levam a uma redução nos indicadores de desigualdade, em detrimento do consumo e bem-estar agregados. Calibrando o modelo para o Brasil para 2003-2012, é possível encontrar resultados em linha com a recente queda na informalidade e no diferencial salarial entre trabalhadores formais e informais.

Related studies

»
»
»
»
»
»
»
»
»
»