Central Data Catalog

Citation Information

Type Conference Paper - XLI Encontro Nacional de Economia (Proceedings of the 41th Brazilian Economics Meeting)
Title Vulnerabilidade das Famílias à Pobreza: Uma Análise Empírica para Seis Regiões Metropolitanas (2002 a 2011)
Author(s)
Publication (Day/Month/Year) 2014
URL http://www.anpec.org.br/encontro/2013/files_I/i12-16dda7ee7a9c46d0ac092e1e796da3e9.pdf
Abstract
Vulnerabilidade à pobreza é a probabilidade, calculada no período corrente, de queda no nível de bem-estar das famílias em períodos posteriores. O artigo tem o objetivo de calcular a vulnerabilidade das famílias à pobreza, com a utilização dos dados da Pesquisa Mensal de Emprego (PME/IBGE) para os anos 2002-2011. As estimações são realizadas para as seis regiões metropolitanas (RMs): São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Salvador e Recife, com a utilização dos rendimentos mensais das famílias como indicador de bem-estar. Os resultados da pesquisa permitem observar uma queda da vulnerabilidade ao longo do período analisado. Essa queda é ainda mais acentuada quando rendimentos, tais como aposentadorias, pensões, transferências, juros e aluguéis, são somados à renda do trabalho. Também é possível verificar que a vulnerabilidade calculada com base na renda do trabalho está mais associada a uma situação de pobreza permanente das famílias, enquanto que a vulnerabilidade estimada com a renda total é melhor distribuída entre as categorias de pobreza. Além disso, famílias cujos chefes são homens e apresentam maior grau de escolaridade e melhor inserção em setores formais do mercado de trabalho têm menor probabilidade de entrada na pobreza no ano seguinte. Dessa forma, os resultados sugerem que políticas públicas destinadas ao maior acesso à educação formal e ao aumento de programas de qualificação profissional são importantes para a diminuição da vulnerabilidade das famílias à pobreza nas RMs brasileiras.

Related studies

»
»
»
»
»
»
»
»
»
»