Central Data Catalog

Citation Information

Type Journal Article - Rev Saúde Pública
Title Estimativas da Cobertura de Mamografi a Segundo Inquéritos de Saúde no Brasil
Author(s)
Volume 43
Issue sup.2
Publication (Day/Month/Year) 2009
Page numbers 117-125
URL http://www.arca.fiocruz.br/bitstream/icict/1264/1/estimativas_de_cobertura_mamografia.pdf
Abstract
OBJETIVO: Inquéritos populacionais constituem ferramenta fundamental para monitorar a cobertura de mamografi a e os fatores associados à sua realização. Em inquéritos baseados na população residente em domicílios com telefone as estimativas tendem a ser superestimadas. O estudo teve por objetivo estimar a cobertura de mamografi a com base em pesquisas de base populacional. MÉTODOS: A partir das coberturas por mamografi a em mulheres de 50 a 69 anos, com e sem telefone fi xo, observadas na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) 2003, calcularam-se as razões entre elas e o respectivo coefi ciente de variação. A razão de cobertura foi multiplicada pela cobertura estimada pelo sistema de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (VIGITEL), permitindo estimar a cobertura entre mulheres sem telefone em 2007. Essas estimativas foram aplicadas à população de mulheres, com e sem telefone, obtidas a partir da PNAD 2006, obtendo-se assim as estimativas fi nais para as capitais. RESULTADOS: Em 2007, para o conjunto das capitais, estimou-se a cobertura de mamografi a em aproximadamente 70%, variando de 41,2% em Porto Velho (RO) a 82,2% em Florianópolis (SC). Em 17 municípios a cobertura foi maior que 60%; em oito, de 50%-60%; e em dois, a cobertura foi inferior a 50%. Em termos absolutos, a diferença entre as coberturas do VIGITEL e as estimadas foi de 6,5% para o conjunto dos municípios, variando de 3,4% em São Paulo (SP) a 24,2% em João Pessoa (PB). CONCLUSÕES: As diferenças nas magnitudes das estimativas da cobertura de mamografi a por inquéritos populacionais são em grande parte refl exo dos desenhos dos estudos. No caso específi co da mamografi a, seria mais apropriado estimar sua cobertura combinando dados do VIGITEL com aqueles de outros inquéritos, que incluam informações sobre mulheres com e sem telefone fi xo, especialmente em municípios de baixa cobertura de telefonia fi xa.

Related studies

»